Skip to main content
Regiões

A oferta de ensino da Vila Mariana ganha mais uma referência

Por 13 de fevereiro, 2019março 15th, 2019Nenhum comentário

Em uma das regiões preferidas para se morar em São Paulo, a Vila Mariana recebe nos próximos anos o Colégio São Luiz. A região que já contava com uma grande oferta de ensino como os colégios Bandeirantes, Madre Cabrini ganha mais um nome de grande porte.

Atualmente na Paulista, o colégio anunciou no começo de 2018 a mudança de seu endereço, ao lado de um dos pontos principais de São Paulo, próximo ao Parque Ibirapuera. Essa mudança está programada para 2020. Neste novo espaço, um novo conceito de ensino como melhorias no próprio projeto pedagógico. O colégio terá um terreno de mais de 15 mil metros quadrados na Avenida Dr. Dante Pazzanese, no coração da Vila Mariana.

Inovação e tradição

Projeto de arquitetura do Athié Wohnrath, será de acordo com a região: com muita área verde e transparente. A escola será horizontal, as salas serão maiores com mesas e cadeiras moveis com rodinhas. Podendo retirar as paredes para unir espaços, contando também com dois ou três professores. A grande sacada deste projeto para aulas expositivas ou atividades em grupo, é dar mobilidade e flexibilidade para aulas híbridas, com conteúdos de várias disciplinas.

Os alunos mais novos terão acesso da sala diretamente para o jardim. Todas as salas darão vista para o verde, bem diferente do que é hoje na Avenida Paulista. A escola está adotando um novo conceito, deixar as lousas no passado. Professores e alunos poderão escrever em todas as paredes da sala. A área verde terá horta, um bosque e composteira para atividades ao ar livre.

Foi estudado e comprovado, de que salas com formato pentagonal estimulam movimentação e interação. Pensando nisso e nos estímulos para os alunos do ensino infantil, as salas terão tal formato e os alunos todos na mesma direção.

O reitor Carlos Contieri afirmou  “tradição não é petrificação, é uma história viva. É um rio sempre em movimento. Não levaremos um colégio velho para um prédio novo”. A escola não vai abandonar suas tradições, mas certamente terá inovações. O colégio também anunciou que vai trabalhar com ensino integral até 2020.

Fazer um comentário

Entrar